Igreja vs Estado no pensamento de Roger Williams – Parte II

temp

Os problemas

Os problemas começaram quando Isabel ignorou as etapas para se erradicar as corrupções visíveis de Roma. Os puritanos viam problemas graves na Igreja da Inglaterra. Era necessário continuar a reforma para a destruição de todos os resquícios do romanismo.Leia mais »

Anúncios

Christopher Blackwood: O Fundamento das Leis Positivas

A lei positiva só existe em função da lei moral natural. A positividade deve fundamentar-se na naturalidade. Portanto, é possível retirar das leis positivas do AT o fundamento moral natural permanente. Veja bem! O que permanece eterno é a ordem moral natural, o fundamento, o alicerce legal, mas não o princípio positivo. O edifício construído sobre o fundamento natural moral é modificado conforme a progressão da revelação bíblica.Leia mais »

A circuncisão foi o selo do Pacto de Graça?

ap

καὶ σημεῖον ἔλαβεν περιτομῆς,
e recebeu o sinal [da] circuncisão

σφραγῖδα τῆς δικαιοσύνης τῆς πίστεως
[como] selo da justiça da fé

τῆς ἐν τῇ ἀκροβυστίᾳ,
na incircuncisão

εἰς τὸ εἶναι αὐτὸν πατέρα πάντων τῶν πιστευόντων δι’ ἀκροβυστίας,
afim de ser ele o pai de todos os que creem através da incircuncisão

εἰς τὸ λογισθῆναι καὶ αὐτοῖς τὴν δικαιοσύνην,
afim de imputada também eles a justiça – Romanos 4:11 – tradução minha

Leia mais »

A real controvérsia entre Neocalvinismo e Teologia dos Dois Reinos

Não acredito que exista divergência entre neocalvinismo e teologia dos dois reinos quanto a dicotomia “sagrado-profano”. Ambos concordam que existam o sagrado e profano.  Prova-se isso de modo bem simples: Poderia um neocalvinista aceitar administração da Ceia do Senhor realizada por um “pai de santo”? Estou certo que não. Primeiro, isto fere o princípio regulador do culto. Segundo, é um gravíssimo pecado contra o Sacramento instituído pelo Senhor. O que é esta prática se não profanação da Mesa do Senhor?

Leia mais »

Hanserd Knollys e o Reino do Céu

Hanserd Knollys se tornou Batista durante o tempo da guerra civil inglesa e serviu como pastor Batista até sua morte em 1691.  Foi grande defensor dos distintivos batista,. Também se envolveu na controvérsia do canto congregacional entre os Batistas. Sua ideia de reino milenar* era peculiar, não obstante, proporcionou bons materiais acerca do reino “comum”, reino do céu e natureza da igreja visível.Leia mais »