John Erskine: A natureza do Pacto no monte Sinai – Parte III

O propósito dessa série de postagens (parte 1; parte 2) é apresentar o resumo da obra de John Erskine (1721-1803) que responde, negativamente, as seguintes questões: “O Pacto no Monte Sinai prometia vida eterna?”, “O Pacto de Graça é o cumprimento do Pacto no Sinai?”.  Leia mais »

Anúncios

John Owen e a subserviência do reino comum dos homens

O teólogo dos Dois Reinos deve se preocupar com a moralização da cultura porque existe uma realidade e um sistema ético. John Owen, em dois tratados, “O Reino de Cristo e o Poder do Magistrado Civil” e “A vantagem do Reino de Cristo”, afirma que Jesus é rei sobre tudo. Não obstante, existem duas administrações da realidade, ou, dois reinos que subsistem na mesma realidade. Diz Ele:Leia mais »

John Erskine: A natureza do Pacto no monte Sinai – Parte I

O propósito dessa série de postagens (não sei quantos posts renderão porque a obra é grande, são 332 páginas) é apresentar o resumo da obra de John Erskine (1721-1803) que responde, negativamente, as seguintes questões: “O Pacto no Monte Sinai prometia vida eterna?”, “O Pacto de Graça é o cumprimento do Pacto no Sinai?”.

John Erskine (1721-1803) foi um ministro presbiteriano escocês que contribuiu para o movimento do Ato de Abolição . Seu pai foi John Erskine (1695 – 1768), professor de Lei da universidade de Edimburgo. Erskine (filho) rejeitou a ideia americana e britânica de um “estado democrático (país/nação) santo” e igreja nacional. A igreja não possuía mesma substância e forma do Israel Nacional.

Leia mais »